FAQ

ABNT: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS

O Programa ABNT de Rotulagem Ambiental é uma certificação voluntária de produtos e serviços, desenvolvido de acordo com as normas ABNT NBR ISO 14020 e ABNT NBR ISO 14024. É classificado como um Rótulo Tipo I, uma certificação de terceira parte. Esse tipo de rótulo leva em consideração o ciclo de vida dos produtos, objetivando a redução de impactos negativos causados no meio ambiente em todas as etapas do ciclo de vida desses produtos: extração de recursos, fabricação, distribuição, utilização e descarte.

O Rótulo Ecológico ABNT visa estimular a procura e oferta de produtos e serviços ambientalmente responsáveis, garantindo ao consumidor a confiabilidade nas informações.

A ABNT é o único membro pleno da Global Ecolabelling Network (GEN) na América do Sul.
Benefícios do Rótulo Ecológico ABNT:

  • Promove a redução de desperdícios e otimização dos processos;
  • Demonstra ao mercado que sua empresa está preocupada com as próximas gerações;
  • Promove a preservação do meio ambiente, através da diminuição dos impactos negativos;
  • Permite o enquadramento nas exigências de Licitações Sustentáveis;

Fonte: SITE ABNT
https://www.abntonline.com.br/sustentabilidade/Rotulo/Default

SAIBA MAIS >

AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA

Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) é uma técnica desenvolvida para verificar o impacto de produtos no meio ambiente. Na ACV são analisados os efeitos ambientais associados às atividades produtivas ao longo de todo o ciclo de vida do produto.

Avaliação do Ciclo de Vida é regida pelas normas ISO 14040, criadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). De acordo com um estudo feito na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, esse tipo de avaliação auxilia na identificação de oportunidades de melhoria nos aspectos ambientais dos produtos nas várias fases do seu ciclo de vida, visando, assim, minimizar o uso de itens tóxicos, reduzir o consumo de água e energia, diminuir a geração de resíduos (e encontrar soluções para utilizá-los como subprodutos), reduzir os custos dentro do processo, avaliar a utilização de máquinas e equipamentos, e ainda gerenciar outras atividades ambientais referentes ao processo industrial, entre outros fatores.

A partir da ACV, a indústria pode verificar o que está fazendo de errado em termos ambientais, tentando corrigir falhas; e o consumidor pode escolher, dentro das suas possibilidades, produtos de companhias que se adequam a uma lógica mais sustentável.

Conheça alguns casos de análise de ciclo de vida:

Fonte: ecycle

https://www.ecycle.com.br/3074-avaliacao-do-ciclo-de-vida-do-produto

CICLO DE VIDA

O ciclo de vida de um produto engloba as etapas que vão desde a extração da matéria-prima para a sua produção, até o descarte pós-uso. Em cada estágio desse processo verifica-se o consumo de recursos e energia que causa, em maior ou menor grau, impactos ao meio ambiente. Por este motivo, quando se fala em reutilização ou consumo consciente, refere-se à valorização não só do produto, mas de tudo aquilo que foi gasto em sua produção.

Fonte: Pensamento Verde
https://www.pensamentoverde.com.br/sustentabilidade/ciclo-vida-produto/

Saiba tudo sobre cada etapa do ciclo de vida de Carinho Eco Green:

COMPOSTAGEM

Compostagem é o processo biológico de valorização da matéria orgânica, seja ela de origem urbana, doméstica, industrial, agrícola ou florestal, e pode ser considerada como um tipo de reciclagem do lixo orgânico. Trata-se de um processo natural em que os micro-organismos, como fungos e bactérias, são responsáveis pela degradação de matéria orgânica, transformando-a em húmus, um material muito rico em nutrientes e fértil.

Fonte: Ecycle https://www.ecycle.com.br/2368-compostagem.html

Saiba tudo sobre o material compostável da embalagem plástica de Carinho Eco Green:

SAIBA MAIS >

ECONOMIA CIRCULAR

Economia Circular é um conceito estratégico que assenta na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. Substituindo o conceito de fim-de-vida da economia linear por novos fluxos circulares de reutilização, restauração e  renovação num processo integrado, a economia circular é vista como um elemento chave para promover a dissociação entre o crescimento econômico e o aumento no consumo de recursos, relação até aqui vista como inexorável.

Inspirando-se nos mecanismos dos ecossistemas naturais, que gerem os recursos a longo prazo num processo contínuo de reabsorção e reciclagem, a Economia Circular promove um modelo econômico reorganizado, através da coordenação dos sistemas de produção e consumo em circuitos fechados. Caracteriza-se como um processo dinâmico que exige compatibilidade técnica e econômica (capacidades e atividades produtivas), mas que também requer, igualmente, enquadramento social e institucional (incentivos e valores).

Saiba mais:

Fonte: Eco.nomia
https://eco.nomia.pt/pt/economia-circular/estrategias
https://www.ellenmacarthurfoundation.org/pt/economia-circular-1/conceito

Saiba mais sobre como Carinho Eco Green foi desenvolvido sob os princípios da Economia Circular:

FSC: FOREST STEWARDSHIP COUNCIL

O FSC, Forest Stewardship Council, é uma organização independente, não governamental, sem fins lucrativos, criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo.

Fundado em 1993 como resposta às preocupações sobre o desmatamento global, o FSC é um fórum pioneiro, que reúne vozes do hemisfério norte e sul para definir o que é um manejo florestal ambientalmente adequado, socialmente benéfico e economicamente viável, além de identificar ferramentas e recursos que promovam uma mudança positiva e duradoura nas florestas e nos povos que as habitam.

Através de seu sistema de certificação, o selo FSC reconhece a produção responsável de produtos florestais, permitindo que os consumidores e as empresas tomem decisões conscientes de compra, beneficiando as pessoas e o ambiente, bem como agregando valor aos negócios. O FSC tem sede em Bonn, na Alemanha, e é representado nacionalmente em mais de 70 países ao redor do mundo. No Brasil, desde 1996, um grupo de trabalho começou a articular as decisões em torno do FSC, iniciativa que se formalizou em 2001 com o Conselho Brasileiro de Manejo Florestal (FSC Brasil).

Fonte: Site FSC.
https://br.fsc.org/pt-br/faq

Conheça melhor a certificação FSC ”R” de Carinho Eco Green.
<SAIBA MAIS >

I’M GREEN

O selo I’m Green pode identificar os produtos que utilizam plástico verde (fonte renovável) em sua composição.

Fonte:
http://plasticoverde.braskem.com.br/site.aspx/FAQ_PeVerde

SAIBA MAIS >

LOGÍSTICA REVERSA

A logística reversa se constitui como o modelo inverso da logística tradicional. Ela analisa todos os aspectos logísticos, não terminando seus processos quando o produto chega ao estabelecimento. Pode-se dizer que é um trâmite que completa o seu ciclo, englobando também a coleta de resíduos recicláveis para a produção de novas embalagens de produtos. Assim, a participação da sociedade se torna essencial para a efetividade desse modal.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), todas as etapas da logística reversa ficam sob responsabilidade das empresas de produção ou importadoras. De forma simplificada, a logística reversa passa por etapas completas, incluindo a indústria, distribuidor, varejo, consumidor, coleta e reciclagem.

  • Indústria: os produtos são fabricados e embalados de forma reciclável com a matéria-prima.
  • Distribuição: as empresas distribuem os produtos para o comércio, instruindo os varejistas sobre o modelo sustentável de logística.
  • Varejo e lojas: já nos estabelecimentos, os produtos são vendidos para os consumidores, que são orientados sobre o descarte reciclável.
  • Consumidor: os produtos são utilizados pelos consumidores, que depois os descartam de maneira correta. O descarte pode ser efetuado em centros de coletas e, em alguns casos, na loja em que se comprou o item.
  • Coleta e seleção: Com o descarte, os coletores fazem a seleção dos produtos, validando-os para a reciclagem.
  • Reciclagem: Todo o material coletado é transformado em matéria-prima para novas embalagens e produtos.

Fonte: Blog
Conexos

Saiba tudo sobre o processo de logística reversa de Carinho Eco Green:

SAIBA MAIS >

SOS MATA ATLÂNTICA

Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG criada em 1986 cuja missão é defender a Mata Atlântica, conservando os patrimônios naturais e histórico, buscando um desenvolvimento sustentável que possa preservar a fauna e flora. Trata-se de uma ONG privada, sem vínculos partidários ou religiosos e sem fins lucrativos. A organização atua em três frentes: proteção e recuperação das florestas, proteção do mar e busca da qualidade de vida nas cidades. A atuação da SOS Mata Atlântica inclui alertar, informar, educar, mobilizar e capacitar para o exercício da cidadania.

Fonte: Wikipedia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Fundação_SOS_Mata_Atlântica
https://www.sosma.org.br/

Conheça em detalhes a neutralização de carbono de Carinho Eco Green realizada através do reflorestamento da Mata Atlântica em parceria com a SOS Mata Atlântica:

SAIBA MAIS >